Cachoeira de Emas Pirassununga - Pontos Turisticos, Restaurantes, Hoteis, Turismo, Peixes

Pagina Oficial da Cachoeira de Emas – Pontos Turisticos, Excursões , Compras, Restaurantes, Peixes, Passeios na Região, Hoteis e Pousadas,

Posts Tagged / cachoeira de emas

Musica Cachoeira de Emas – Nenete & Dorinho

- No Comments -

Oh! Cachoeira de Emas
De minha alma, minha vida
Lindo recanto de amores
Minha terra tão querida

Suas águas que vão caindo
Como a brancura de um véu
Como se fosse uma prece
Que vai subindo pro céu

Cascata de minha infância
Encerra tanta beleza
És um milagre de Deus
Pelas mãos da natureza

A Cachoeira de Emas
Recanto onde eu nasci
Meu pranto é de saudade
Por viver longe de ti

Suas águas que vão caindo
Como a brancura de um véu
Como se fosse uma prece
Que vai subindo pro céu

Cascata de minha infância
Encerra tanta beleza
És um milagre de Deus
Pelas mãos da natureza

A Cachoeira de Emas
Recanto onde eu nasci
Meu pranto é de saudade
Por viver longe de ti

(Pedro Paulo Mariano – Santa Maria da Serra-SP)

Link: http://www.vagalume.com.br/nenete-dorinho/cachoeira-de-emas.html#ixzz3Lb5iQv7h

Feriado deve atrair turistas para Cachoeira de Emas

- No Comments -

Feriado deve atrair turistas para Cachoeira de Emas

JC Regional – Postado em 05/12/2014

Os turistas que visitarem Cachoeira de Emas neste final de semana, ou no feriado do dia 8 de dezembro – segunda-feira, consagrado a Imaculada Conceição (Nossa Senhora da Conceição) e tradicionalmente a Piracema, vão encontrar o nível do Rio Mogi Guaçu, um pouco mais elevado, por causa das ultimas chuvas.

Mesmo com aumento de mais de 60 centímetros, o nível do Mogi ainda não atingiu seu volume normal, mas já permite a passagem dos grandes peixes que sobem para a desova, e a piracema.

No decorrer do ano, a falta de chuva deixou Cachoeira de Emas com um triste cenário, com as pedras totalmente descobertas e apenas um filete de água na escadaria. Pessoas atravessavam o rio a pé e em bicicletas, e muitas se mostraram preocupadas com a piracema ameaçada.

As chuvas aumentaram o volume de água e os cardumes começam a fazer a migração reprodutiva. São os grandes migradores como curimbatá, dourado, pintados e jaú, que vão garantir as espécies.

Cada cardume tem entre 100 e 200 mil peixes e nem todos atravessam a barragem saltando. Alguns conseguem migrar por baixo da água, outros entram pelas laterais nas escadas, porque são peixes que não têm a característica de saltar.

Cachoeira de Emas recebe a ‘Festa da Piracema’, com diversas atrações

- No Comments -
Cachoeira de Emas recebe a ‘Festa da Piracema’, com diversas atrações
    • Sexta, 05 Dezembro 2014 20:18
    • - Escrito por  Portal Descalvado News
Cachoeira de Emas recebe a 'Festa da Piracema', com diversas atrações
Cachoeira de Emas recebe a ‘Festa da Piracema’, com diversas atrações

Nos próximos dias 7 e 8 (domingo e segunda-feira), acontece no Distrito de Cachoeira de Emas, em Pirassununga, a Festa da Piracema. Pirassununga é o único município no Brasil a celebrar a piracema com feriado municipal. A piracema é o período de desova dos peixes, e em Pirassununga ela ganhou um dia especialmente dedicado à preservação das espécies, o dia 8 de dezembro. Em outros estados [Amazonas, Pará, Maranhão e Roraima], o dia 8 de dezembro é feriado comemorativo ao Dia de Nossa Senhora Imaculada Conceição.No domingo (7), haverá shows musicais com início previsto para as 11h00, estendendo-se até as 18h00. Este ano, a Secretaria de

Cultura e Turismo abre espaço para as bandas locais, com a participação da dupla Tião do Laço e Boiadeiro (sertanejo raiz), Banda Paráclito (pop rock), Du e Gabriel (sertanejo), 5 dá Samba (samba) e 100 Comentário (pagode).Durante os dois dias de comemorações, haverá também uma ação de conscientização ecológica com a participação das Ong’s Todo Bicho e Amigo Fiel, que estarão realizando uma Feira de Adoção de Animais.

O SAEP (Serviço de Água e Esgoto de Pirassununga) estará conscientizando a população sobre a importância da preservação e de economia da água. Ainda no dia 8, as escolas municipais participarão com diversas exposições, além de plantarem cerca de 200 mudas de árvores. O evento também conta com o apoio da Polícia Ambiental, do Exército Brasileiro por intermédio da 13° RECMec, da Academia da Força Aérea, do ICM Bio e da ETEC Paula Souza.

Na segunda-feira (8), a partir das 10h00, além de ações ecológicas, também estão previstas apresentações artísticas do Conservatório Municipal Cacilda Becker e de grupos e escolas de arte de Pirassununga. Além disso, também acontecerão uma Caminhada Ecológica e o 2° Foto Bike, passeio ciclístico com fotos para ciclistas inscritos na Secretaria de Cultura e Turismo.

A estiagem que ameaçou a piracema este ano foi a principal motivação para a realização do evento com esse novo formato. A equipe organizadora entende que todo esforço para se promover a reflexão e a conscientização acerca dos assuntos ambientais, que ainda propõe a conscientização de quem sem o Rio Mogi Guaçu, não há o que se comemorar.

Cerimônia na AFA forma aspirantes a oficiais em Pirassununga

- No Comments -

Academia da Força Aérea fez formatura de 194 cadetes nesta sexta.

Ministro da Defesa, Celso Amorim, e os familiares acompanharam.

Do G1 São Carlos e Araraquara

A Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP), realizou nesta sexta-feira (5) a formatura de 194 cadetes a aspirantes a oficiais.  A cerimônia é marcada pela devolução do espadim, pequena espada recebida no início do curso. O ministro da Defesa, Celso Amorim, e os familiares acompanharam a emoção dos formandos.

Foram quatro anos de estudos, tempo dividido com as atividades militares. Após a entrega do espadim, eles receberam a espada de aspirante a oficial.  Os padrinhos, geralmente o pai e mãe, entregam aos cadetes.

A enfermeira Erly Marques entregou para o filho, Guilherme Marques, e não conteve a emoção. “A família toda lutou junto com ele e ele venceu, por esforço dele. Primeiro lugar Deus e depois pelo esforço dele”, disse.

194 formandos participaram da cerimônia em Pirassununga (Foto: Reginaldo dos Santos / EPTV)
194 formandos participaram da cerimônia em
Pirassununga (Foto: Reginaldo dos Santos / EPTV)

O aspirante a aviador contou que o momento era esperado desde criança. “Quando finalmente acontece, parece que é um sonho. Nem consigo descrever a emoção que estou sentindo hoje”, afirmou.

No grupo, são 27 mulheres, entre elas a aspirante e oficial intendente Ana Carolina Romano, que é de São Carlos. “Agora começar a vida de oficial e poder retribuir  e ser uma excelente oficial para a Força Aérea Brasileira”, afirmou.

Nos primeiros momentos em posse da espada os oficiais fazem um juramento. A formatura marca o começo de uma nova etapa, mas o ano que vem vai ser de muitos estudos, pois todos vão fazer estágios nas áreas escolhidas.  Depois de 28 semanas eles recebem o título de oficiais da FAB.

O aspirante a aviador Rodolfo Novaes Rodolfo já sabe em qual área vai se especializar. “Quero ir para Natal fazer o curso de caça e me especializar para a melhor aviação que tem na Força Aérea”, disse.

Além da graduação no curso de formação de oficiais aviadores, intendentes e de infantaria, os aspirantes também recebem o diploma em administração voltada para a área militar. “São quatro anos longe da família, vivendo coisas que eu nunca vivi. Isso aqui realmente é uma vitória, uma conquista. Não foi fácil para ninguém, muito menos para as mulheres que são aviadoras. É uma vitória muito grande”, disse a aspirante a aviadora Amanda Melo.

Trilhas da Cachoeira de Emas

- No Comments -

Várias trilhas com passagem pela Cachoeira de Emas são realizadas. No site  http://pt.wikiloc.com/trilhas/outdoor/brazil/sao-paulo/cachoeira-de-emas estão cadastradas pelos usuários . Vejam quais são abaixo:

 

 

Pirassununga. Pastas da Agricultura e Turismo se unem para projeto de turismo rural

- No Comments -

Do ReporterNaressi – 13/03/2014

Na tarde de quarta-feira (12), os secretários municipais Reginaldo Antonio da Silva (Agricultura) e KléberGabriel da Silva (Cultura e Turismo) visitaram algumas propriedades da zona rural, entre elas, a do empresárioAlexandre Bertin, produtor da Cachaça Sapucaia, recém-instalada em Pirassununga.

Segundo comenta o secretário Reginaldo da Silva, a visita teve como objetivo desenvolver um polo de turismorural em Pirassununga. “Queremos fomentar ainda mais o crescimento da economia rural. Por isso, Cultura eAgricultura se unem para traçarmos um grande projeto para o setor”, idealiza professor Reginaldo.

Para formar este polo de turismo rural, as duas pastas analisam toda a infra-instrutura existente e quais asnecessidades necessárias para ampliar o atendimento, pois além dos quesitos culturais, o projeto tambémprevê desenvolvimento gastronômico e de aventura.

A visita à propriedade da Cachaça Sapucaia – que produz aguardentes finos – é um dos exemplos de roteiro àsvisitações, em forma de parcerias. A empresa, que tem filiais nas cidades de Pindamonhangaba e São Paulo,estaria disposta a desenvolver uma parceria, junto ao projeto.

No projeto, a pasta de Cultura e Turismo deverá realizar um levantamento de “potencial cultural e turístico”;enquanto que a pasta de Agricultura tem a meta de analisar as condições de conservação de estradas,acessos, sinalização, segurança entre outros levantamentos para organizar um futuro cronograma de trabalho junto ao projeto.

cachaça sapucaia

cachaça sapucaia

http://www.reporternaressi.com.br/foto.asp?img=http://www.reporternaressi.com.br/fotos/jornalismo/CINEReginaldo-14-03-14.JPG

Peixes já sobem a Cachoeira de Emas para reprodução

- No Comments -

Do G1 – 06/11/2014 17h04 – Atualizado em 06/11/2014 17h04

As chuvas na região melhoraram o nível do Rio Mogi Guaçu em Cachoeira de Emas, distrito de Pirassununga (SP), o que facilita a piracema, período de reprodução dos peixes que teve início no dia 1º de novembro. Depois de ter registrado 20% da capacidade de água, a paisagem do lugar está voltando ao normal e os peixes já conseguem subir as escadarias do rio. De acordo com medições realizadas na região, 43 milímetros de chuva atingiram o local nos últimos quatro dias.

Segundo o coordenador do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Peixes Continentais (Cepta), Antônio Fernando Lucas, a chuva precisa ocorrer também em outros locais para normalizar a situação. “Não adianta chover só aqui, pois chuva localizada não resolve. Tem que chover na cabeceira dos rios para que o aquífero seja recomposto”, explicou.

Sobre a situação dos peixes, que tiveram a reprodução afetada por conta da seca dos últimos meses, o coordenador explica que a chuva é importante para garantir a existência das espécies. “Temos no Rio Mogi guaçu 116 espécies, sendo que 14 estão ameaçadas de extinção. Se essas espécies não conseguirem se reproduzir não vai haver uma prole”, disse.

Turismo da seca
A seca despertou a curiosidade de visitantes por conta da mudança drástica na paisagem. O rio havia se tornado um mar de pedras. Onde antes água, era difícil achar até uma poça. Agora, a população está aliviada com a chuva. “Sinto uma alegria grande em ver como está aqui na cachoeira. Da última vez que vim aqui, tive vontade de chorar”, conta a dona de casa Lurdes Augusto Maria.

A chuva também alegrou os pescadores que dependiam das águas para trabalhar. “É um alívio saber que no ano que vem meu pai vai poder pescar aqui novamente e sustentar nossa família”, afirmou o estudante Fernando Picciarelli.

Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Eder Ribeiro/ EPTV)
Foto de outubro Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Eder Ribeiro/ EPTV)
Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Marcelo Boock/ Apta)
Foto desta semana em Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Marcelo Boock/ Apta)

Seca histórica em Cachoeira de Emas mantém turismo

- No Comments -

Do G1 – 18/10/2014 19h43 – Atualizado em 18/10/2014 19h43

Com a estiagem e o pior nível do Rio Mogi Guaçu em 50 anos, o comércio de Cachoeira de Emas, em Pirassununga (SP), temia uma queda no movimento de turistas. Contudo, a curiosidade por conta da mudança drástica na paisagem até aumentou a presença de visitantes em alguns restaurantes.

O rio deu lugar a um mar de pedras. Onde antes corria muita água, agora é até difícil achar uma poça.  Antes os turistas iam ao local para ver a beleza das águas, mas agora muitos querem ver de perto a seca no rio.

De passagem pela cidade, o economista André Pavão ficou surpreso com o que encontrou. “Quando a gente olhou esse cenário a gente resolveu parar para dar uma olhada. É triste a falta de chuva prejudicando a natureza e os efeitos disso são bem ruins”, afirmou.

Paisagem da Cachoeira de Emas em Pirassununga antes e depois da seca (Foto: Reprodução/EPTV)Paisagem da Cachoeira de Emas antes e depois
da seca (Foto: Reprodução/EPTV)

Esse é o pior nível registrado na Cachoeira de Emas, que está com apenas 20% do volume esperado para esta época do ano. “Não é uma foto que a gente faz porque é bonito, é uma foto porque é histórico mesmo”, disse a dona de casa Eliane Meirelles.

Restaurantes comemoram
Maurício Arruda, gerente de um restaurante do local, temia pela queda no movimento, mas a curiosidade em ver a situação crítica da cachoeira tem trazido alguns clientes. “Existe um público que está vindo verificar o que está acontecendo e também está freqüentando a casa”, explicou.

Em outro restaurante à beira do rio a mesma situação. “Até aumentou um pouco [o movimento]. O pessoal tem curiosidade, vem à cachoeira a aproveita para comer um peixinho com a gente”, disse o gerente Tiago Martins.

Mesmo com a paisagem mais triste, o comerciante Vitor Candido dos Santos não abre mão do almoço com a família no lugar que tanto gosta. “É a primeira vez que vejo o rio assim. A gente fica torcendo para que chova e o rio volte a ser como era antes”, afirmou.

Seca atrai turistas para a Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Marlon Tavoni/ EPTV)Seca atrai turistas para a Cachoeira de Emas em Pirassununga (Foto: Marlon Tavoni/ EPTV)

Ecomuseu Cachoeira de Emas

- No Comments -

​Mantido pela prefeitura, o Ecomuseu está instalado em um antigo prédio onde funcionava a usina hidrelétrica. O prédio conserva todas as características originais, em Cachoeira de Emas, e é o primeiro museu de peixes de água doce do Brasil. Abriga um conjunto de aquários com espécies do ecossistema dos rios Mogi-Guaçu, Rio Pardo e Rio Grande, além de amplo acervo sobre a região, povoamento, animais, lendas indígenas e muito mais.

13º Regimento de Cavalaria Mecanizado

- No Comments -

O Esquadrão Anhanguera, sediado na cidade de Pirassununga, é uma unidade militar emblemática do Exército Brasileiro. A sua história não se resume apenas como uma unidade de Cavalaria Mecanizada do Comando Militar do Sudeste, sendo este comando com sede na cidade de São Paulo.

Páginas:12»
Show MapHide Map