Apicultores da região do bairro rural da Boa Vista, zona rural localizada ao sudeste de Pirassununga/SP registraram nesta segunda-feira, 2, boletim de ocorrência versando sobre a morte de milhares de abelhas de um apiário localizado no município em questão.

Na manhã da última sexta-feira, 30 de março, nossa reportagem foram mortas e outras sem agonizando sem conseguiam voar.

Segundo o apicultor que fez a denúncia, a causa teria sido o uso indiscriminado e aplicação sem técnicas e segurança adequada de agrotóxico.

O boletim de ocorrência registrado junto à Polícia Civil Judiciária deverá ser encaminhado para o policiamento ambiental do 1º Pelotão PMA de Pirassununga/SP, da 7ª Cia. PMA com sede na cidade de Rio Claro/SP e, de acordo com o policiamento deverão fazer incursão ao local, bem como um equipe de técnicos do ICM/BIO “Chico Mendes”, deverão visitar a região para o recolhimento de possíveis resíduos para análise, a fim de se apurar o que levou a mortandade das Abelhas.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado, trata-se da morte de abelhas europeias e nativas também morreram, o que pode ser enquadrado em crime ambiental.

Os apicultores aguardam e cobraram das autoridades competente um laudo sério do caso e, investigação para se chegar aos autores desta devastação ambiental.

Em anos anteriores, conforme registros, apicultores de municípios das regiões do Vale do Mogi, do Leste Paulista, do Central do Estado e, entre outras regiões também sofreram a mesma situação, mas, até hoje nada foi esclarecido.

Segundo pesquisas, ao longo destes últimos anos, o uso incorreto de agrotóxicos foram os principais causadores da morte de abelhas, produtoras de mel,  e do desaparecimento destas produtoras devido a devastação ambiental..

http://reporternaressi.com.br/noticia.php?noticia=15140